Estamos mudando…

para novo endereço.

Neil Gaiman fez de novo.

“De novo o quê,” você deve estar se perguntando. Acaba de nos informar via seu  Twitter (@neilhimself) – na verdade, retransmitindo de outra fonte – que um de seus textos está disponível online, gratuitamente, no Open Culture. Pois é, mas ao seguir o link, acabei por me deparar com uma porção de coisas interessantes. Por … Continue lendo

Update: O Nook Simple Touch

Este é um update a um índice da série de poustés meus para o blog Livros e Afins sobre o Nook Simple Touch (e PLEs). Publicado hoje, foi o terceiro da série: A experiência de leitura em um Nook Simple Touch. E, caso você queira ler os anteriores dessa mesma série, pode acessar diretamente nos … Continue lendo

O Nook Simple Touch

No final do ano passado tive a oportunidade de experimentar com um Nook Simple Touch, plataforma de leitura eletrônica vendida pela Livraria Barnes & Noble. Escrevi um texto longo por aqui e estou publicando uma nova série de poustés sobre o Nook com atualizações, lá no Livros e Afins. Colocarei todos os links neste, conforme … Continue lendo

Mais estatística e mais livros, por favor

Pra começo de conversa, não sou matemático estatístico. Então, provavelmente falarei bobagens; espero, entretanto, que sejam bobagens educadas. A Taizze retweetou – esquisitíssimo misturar os idiomas assim: retuitar é aceito? – o link de um texto sobre quanto nós, brasileiros, (supostamente) gostamos de ler. Fui a alguns eventos em pontos diversos do país e não … Continue lendo

Usando a ficção científica pra falar da nossa sociedade

É incrível o tipo de sociedade em que vivemos. Muito difícil imaginar que consigamos passar por essa nossa infância, que Sagan tanto retratou em seus textos – um dilema muito presente no romance Contato (recomendadíssimo) – e citado por Kaku em seu Física do Impossível, sem muito criar alarde. De acordo com Kaku (P. 140, … Continue lendo

Ficção científica: um mote para Michio Kaku e outros, tantos

Comecei a ler dois livros simultaneamente: Physics of the Impossible (Física do Impossível), de Michio Kaku, e Bad Astronomy, de Phil Plait. Fazia tempo que não lia algo relacionado a divulgação científica e estes dois me pareceram bons candidatos. Ambos têm um prefácio em que são colocadas nas alturas as estórias de ficção científica, em … Continue lendo

Dragonlance – Dragões do Crepúsculo do Outono: já tinho lido antes?

Acabei, no último dia do ano passado, de ler Dragons of Autumn Twilight (publicado no Brasil pela editora Devir como Dragões do Crepúsculo do Outono), escrito por Margaret Weis e Tracy Hickman; foi indicação do Miranda, pra uma próxima campanha de Role Playing Game (RPG), que temos planejada pra esse ano, no mundo de Dragonlance. … Continue lendo

Nook Touch – opinião sobre uma plataforma de leitura eletrônica

Caiu nas minhas mãos, não de pára-quedas ou como balão, mas caiu: passei alguns dias lendo livros em uma plataforma de leitura eletrônica Nook Touch. (Antes de continuar, uma nota sobre o termo que escolhi: livro eletrônico ou e-reader, apesar de serem as formas mais utilizadas para designar este tipo de aparelho, não me parecem … Continue lendo

Guerra dos Tronos: ler ou não ler não é a questão

Estive a ler o livro A Game of Thrones. Assistira há pouco ao seriado homônimo, transmitido por aqui via HBO e, saudoso de livros cheios de ação, resolvi arriscar – o único custo que teria seria meu tempo, que não tenho sobrando, mas… diversão, here we go! -. Primeiro, que as culpas sejam distribuídas: entrei … Continue lendo

Fragilidade

A posição do artista é frágil. Precisa viver, comer, viver, viver e comer. Não, não precisa: se ele não vive e come, não produz arte. Produzir. Fazer arte. Produzir é fazer, fazer é produzir. Importa a escala da produção? E se a escala da produção estiver ligada diretamente a uma linha filosófica? Ses. O teatro … Continue lendo

Arquitetura e colonização: paramos, andamos?

Divirto-me um bocado (aliás, pensando bem, dou a sensação que só faço me divertir) com as referências que aparecem repentinamente, num movimento aparente de desdobramento do universo; muito aparente, porque elas sempre estiveram por lá, nós é que nunca estivemos preparados pra percebê-las ou, talvez, que não demos bola pro que estava ali, na nossa … Continue lendo

  • RSS Ouvindo?

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • RSS Curiosidades

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.