Quadrinhos, traduções, política e os argumentos esquisitos

Andou rolando uma pequena polêmica esses dias, pelo twitter; quando dei por mim, já estava a ler sobre no blog Melhores do Mundo (MDM) – a entrada parece ser bem completa –. O fato é que andaram a reclamar de uma tradução feita na revista Batman 98, publicada no Brasil pela editora Panini. Não entro … Continue lendo

Poesia, música e respostas rápidas [Leituras, música e da memória – 03/09/2010 a 09/09/2010]

“Prefiro sentir-me desprezada a saber que fui desprezada,” dissera em momento de puro devaneio, antes que o mundo literalmente ficasse de cabeça pra baixo. Estatelado, resposta alguma cabia e voltamos à música e à poesia. E, entre todas as reviravoltas artístico-escolares da semana, deparei-me com versos que já lera antes, de Sonho de Uma Noite … Continue lendo

Luxúria, hipocrisia, Donka e uma dica de blog [Leituras, teatro e bobagens] – 19/08/2010 a 26/08/2010

 Começo por um mea culpa: seis pequenos motivos – ou, sendo tristemente honesto, cinco – me mantiveram longe do computador quando esta entrada deveria ser preparada. Acabei por atrasar. Das desculpas às explicações, começo por contar à Vaneça qual a ligação que fiz entre Kinsey e o livro A casa dos budas ditosos, de … Continue lendo

Kick-Ass, violência, Shakespeare e notas mínimas [Leituras, teatro, filmes e bobagens] – 12/08/2010 a 18/08/2010

Numa semana pouco produtiva em termos culturais, diverti-me assistindo Kick-Ass. Antes de continuar, já aviso: não darei bola aos puristas. (Ao menos hoje.) O filme, Kick-Ass, nasceu quase como uma HQ, não tenho claro qual das mídias é a matriz; discussão desnecessária, aliás, porque a ideia foi desenvolvida por Mark Millar, que fez dos quadrinhos … Continue lendo

Shakespeare, ateísmo e o Predador Entra na Sala [Leituras, teatro, filmes e bobagens] – 05/08/2010 a 11/08/2010

[Sim, esta entrada é uma salada!] Acometido por uma mania nem tão nova, tenho lido vários livros ao mesmo tempo. O resultado prático mais imediato é a sensação de que estou lendo nada. É fato que estou lendo em ritmo bem inferior à meta que impusera a mim mesmo, mas não deveria me queixar, como … Continue lendo

Escrita, de leite

Há graça no processo de vasculhar-nos a nós mesmos por momento, aquele, em que somos arrebatados por uma experiência; ao final do jogo, encontra-se não somente uma experiência, tão fundadora quanto possivelmente seja – e não identificada –, mas a experiência, ponto de transformação. Inventados ou não por Shakespeare, nossas dimensões se manifestam no espaço, … Continue lendo

Um pouco de lenha na fogueira da dita alta cultura literária

[A Taizze acabou por publicar em seu blog, o r.izze.nhas, a notícia de que a L&PM está a lançar clássicos em edições simplificadas para leitores que tenham pouca prática, aqui. Pretendia comentar por lá, mas creio que isso possa ser um texto por si só, então cá estamos.] É fácil pra quem tem internet em … Continue lendo

  • RSS Ouvindo?

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
  • RSS Curiosidades

    • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.